Aprenda como melhorar a captação de áudio para seu vídeo


Todo produtor de conteúdo do YouTube sabe que além de qualidade no conteúdo e na imagem, o som também deve estar impecável. Mas, por mais que a captação de áudio pareça coisa de outro mundo, fique tranquila(o) que mostraremos como isso não é um bicho de sete cabeças.

Realizar uma boa captação de áudio é uma mistura de técnica e cuidado. Uma primeira dica é não usar a captação da câmera. Por mais que o modelo seja de alta qualidade, o microfone dela sempre capta ruídos que podem atrapalhar no resultado. O áudio da câmera acaba servindo mais como referência, principalmente para o início do vídeo. Ou para caso você decida gravar com mais de uma câmera. Assim, na montagem, você saberá quando deve ser feito o corte.

Outra coisa importante para manter um áudio de qualidade é manter a captação da sua câmera abaixo do automático. No menu dela é possível regular o áudio no ícone “gravação de som”. Normalmente, ele fica no automático, mas isso pode te prejudicar na edição, porque pode estourar o seu áudio. Então, deixe-o no manual e diminua o volume. Assim, o mínimo de ruído será captado pelo microfone da câmera.

Outro fator positivo é que, caso você precise aumentar o áudio do seu vídeo na edição, o som do microfone é o único que será aumentado. Ou seja, o áudio será mais limpo. Já que os microfones são importantes para a qualidade do seu áudio, confira os principais modelos para a melhora da sua captação.

Tipos de microfone para captação de áudio

Antes de conhecer os modelos e encontrar o melhor para sua produção, é importante verificar qual padrão dele. Existem três de destaque. São eles os microfones omnidirecional (capta tudo em volta do microfone), bidirecional (capta frente e trás) e direcional (capta apenas frente, dependendo o modelo).

Esses três padrões podem estar em um mesmo modelo, por isso, é bom pesquisar bem antes de definir. Bom também ficar esperto caso o microfone seja condensador ou dinâmico. A diferença entre os dois é que os microfones condensadores precisam de uma fonte de alimentação. Ou seja, uma pilha ou bateria. Essa necessidade é chamada de phantom power.

Modelos

Lapelas

Bem usados em vlogs ou vídeos de opinião. É uma boa opção para vídeos, principalmente por estar perto da boca, o que diminui os ruídos externos. Para elas, existem tanto as dinâmicas quanto as condensadoras.

Caso você as utilize em lugares externos, coloque-as por debaixo da roupa. Além de não aparecer na imagem, também abafa alguns ruídos. Cuidado só com a qualidade da lapela. Caso for baixa, qualquer movimento na roupa pode prejudicar o som.

Leia também: Aprenda a fazer seu próprio microfone de lapela

Shotgun

Também chamados de boom, muitos são plugados diretamente na câmera. Bom para ambientes fechados. Alguns modelos exigem um captador externo de áudio para funcionar. Apesar de direcional, ele não elimina 100% os ruídos dos lados e atrás.

De mão

Para quem faz cobertura de eventos com entrevistas e declarações, é a melhor escolha. Até porque ele funciona como um microfone direcional, então mesmo em ambiente barulhento, sua voz sai limpa. Esse tipo de microfone, muito usado em televisão, também garante menos interferência, graças ao cabo XRL. A entrada dele não é diretamente ligada na câmera, então é necessário um gravador externo.

Condensador

Como o próprio nome já define, ele condensa sua voz e a deixa ainda mais limpa. É bom para gravar gameplays ou narrações em off. A potência da sua voz varia da distância de fala. E mesmo já limpo, é possível utilizar um pop filter, que serve para filtrar mais ruídos. Por mais que o condensador seja bom para gameplays, muitos usam os famosos headsets. O problema deles está justamente na captação de áudio. Apesar de terem uma excelente reprodução, o microfone não está acima dos demais citados.

Leia também: Aprenda a produzir um vídeo de qualidade com pouco dinheiro