Comprar seguidores no Instagram? Porque isso não funciona


“1000 seguidores por R$169” é um anunciado em um site de compras como qualquer outro tipo de serviço. Logo abaixo, a descrição garante que são perfis brasileiros, reais e ativos. É tentador comprar seguidores no Instagram, mas é realmente uma boa ideia? Há consequências?

A compra é simples: você escolhe um pacote de seguidores que varia de 500 a 50.000 seguidores, custando R$99 a R$2.399. Indica o método de pagamento (cartão de crédito ou boleto bancário), informa a conta no Instagram e finaliza a compra. O site assegura que se houver perda do número contratado, eles fazem a reposição.

Mas de onde vem toda essa gente? O site passa a ter acesso a sua conta e a utiliza para seguir outras pessoas que pagaram pelo serviço.

Por que não comprar seguidores no Instagram?

O próprio site alerta que não haverá “muita interatividade” dos seguidores comprados. O problema de ter seguidores e não ter interação é que o Instagram possui algoritmos específicos para engajamento.

O aplicativo leva em consideração o número de curtidas, comentários, exibições de vídeo, salvamentos, postagens compartilhadas, DMs (direct messages) e qualquer outro tipo de interação. Quando há muitas curtidas e comentários, o algoritmo entende que a postagem é de “qualidade”, monstrando-a para outras pessoas.

Esse algoritmo está em vigor desde 2016 e mostra apenas fotos e vídeos que o usuário tem grande probabilidade de se interessar, com base na relação dele com as postagens. Eles alegaram que a mudança foi para melhorar a experiência do usuário, priorizando os momentos que mais importam. O Instagram também avalia a sua interação com os comentários dos seguidores (mas como interagir se não há nenhum?).

Leia também: Dicas de pose para fotos no Instagram

Impacto nos algoritmos

Outro algoritmo importante é o da velocidade. A plataforma não apenas se preocupa com quanto engajamento sua postagem gera, mas também com o quão rápido ele é.

Se o post receber muitos likes e comentários logo após ser postado, o algoritmo também entende que é um conteúdo de “qualidade”. Assim, a postagem será exibida para mais e mais seguidores.

A dica é descobrir o horário no qual a maioria dos seguidores estão online e agendar postagens no Instagram. Assim você “potencializa” o algoritmo para aumentar seu alcance e obter mais curtidas e seguidores. Da mesma forma que o Facebook, o Instagram analisa a quantidade de tempo que você gasta interagindo com o conteúdo.

As redes sociais usam o tempo gasto visualizando postagens como um fator para determinar a popularidade a conta. Além de todos esses algoritmos, a tendência é que o Instagram crie cada vez mais estratégias para identificar perfis que compram seguidores.

Fontes: 1 e 2