Quem foi Detremura, a rainha dos trending topics do Twitter?


Em 2016, o Twitter foi dominado pela palavra Detremura. Praticamente todos os dias da época uma hashtag com a palavra era emplacada nos trending topics mundiais da rede. Mas afinal, o que é Detremura?

Na real, a pergunta certa é quem? A palavra Detremura vem do grego… Brincadeira. Detremura nada mais é do que a junção de “De” com “Tremura”. Sendo a primeira parte da palavra originada de Denise e o Tremura é o sobrenome.

E então temos Denise Tremura, a que foi considerada rainha dos trending topics em 2016. Na época, Denise conquistou mais de 309 mil seguidores. Mas estes não vieram de mão beijada. Antes de subir a sua primeira hashtag, ela contava com 20 mil seguidores e foi só crescendo desde então.

Leia também: Youtubers precisam ter conta no Twitter?

Agora, vamos falar mais um pouco dela.

Quem é Detremura?

Resultado de imagem para detremura

Vinda de São José do Rio Preto, Denise é escritora, com três romances publicados na Amazon. Mas, o foco dela sempre foram as redes sociais.

E além do Twitter – onde hoje ela conta com quase 430 mil seguidores – ela também tem um canal no YouTube. Nele, ela posta vídeos sobre seu dia a dia. E também dá dicas de como conseguir seguidores no Twitter. Local que ela sempre gostou muito.

“É um hobby mesmo, que me dá muito prazer. Não tinha a intenção de me tornar a ‘rainha das tags’, mas me consagraram assim”, disse ao G1, em agosto de 2016.

SDV

Detremura chegou até ter o seu próprio fã-clube. Que reforçava o código SDV, muito utilizado pela escritora. Segundo ela, o salto do número de seguidores ocorreu justamente pelo SDV. Ou melhor, o sigo de volta.

Pela maioria dos usuários da rede serem jovens perto de virarem adultos, ela enxergou que havia uma demanda por interação. E ela fazia isso.

Mesmo quando Denise ficava no Twitter sem colocar nenhuma hashtag, seus seguidores exigiam. E o fato da presença desses usuários fez com que o engajamento que ela teve com tags fosse bem maior do que o comum.

E junto com os fãs, também haviam os haters. “Isso também é um indicativo de sucesso para mim. O fato de incomodar faz com que eu me sinta ainda melhor. Gosto de trocar informações com esse público de universos tão diferentes e ao mesmo tempo iguais ao meu”, explicou ela, também ao G1.

Admiração pelo Twitter

Ainda que Denise estivesse presente sempre em outras redes, é no Twitter que ela sempre gostou de estar. No entanto, demorou para ela entender e gostar da rede.

“O Twitter era muito dinâmico e rápido para mim. Não tinha ninguém que conhecesse”, contou. Na época que ela realmente começou a se dedicar, Denise havia sofrido uma desilusão amorosa. Por isso, a rede a ajudou a se entreter e desabafar. “Os jovens se identificam com a maneira como falo. Uso a linguagem deles e acho que esse é o segredo”, finalizou.

FONTES 1 2