Como estudar pelo YouTube


Boa parte das pessoas tem uma concepção errada sobre o YouTube. A ideia de que na plataforma só tem youtuber que não quer estudar e faz vídeos fúteis que não agregam em nada já está mais que ultrapassada. Tem sim muitos canais ruins no YouTube. Mas também é possível aprender e até estudar pelo YouTube.

E isso é possível porque muitos youtubers produzem conteúdo de qualidade. A prova disso é o caso de Tomás Lancastre. Ele é dono de uma das primeiras empresas nacionais dedicadas à produção e venda de microvegetais, plantas muito procuradas por chefs de cozinha.

A ideia surgiu através de um vídeo que ele assistiu no YouTube sobre microvegetais. Isso aconteceu enquanto ele cursava Gestão na Católica Lisbon School of Business and Economics.

A partir de então, ele começou a criar galinhas, produzir mel e muitas outras coisas relacionadas à agricultura. E tudo isso apenas por meio de canais do YouTube. Hoje, ele ganha aproximadamente 280 mil euros por mês com a sua empresa.

Quais são os melhores nichos para estudar no YouTube?

As palavras “aprender” e “estudar” geralmente são associadas aos estudos escolares. Mas, no YouTube, é possível aprender sobre temas que vão muito além de matérias do ensino médio.

Para pessoas que entendem inglês, o leque de opções cresce mais ainda. Dentre os temas mais variados, o primeiro é das já citadas matérias escolares, como matemática, química, geografia, história etc.

São muitos os canais sobre o assunto, como por exemplo o Matemática Rio, do professor Rafael Procópio. No entanto, cultura e curiosidades também são boas opções para aprender pela plataforma. Canais como o Manual do Mundo e o Nostalgia são dois canais com conteúdo de qualidade sobre essas vertentes.

Cinema é mais um assunto com ótimos canais no YouTube brasileiro. Raphael PH Santos, Super oito, Entreplanos, Meus dois centavos, Lully de verdade, Gustavo Cruz, Carol Moreira, Acabou de acabar, Pablo Villaça, entre outros.

Qualquer interessado pode virar crítico de cinema acompanhando esses canais por algum tempo. Vale destacar que esse nicho é um dos com mais produtores de conteúdo e menos youtubers com 1 milhão de inscritos ou mais. Nenhuma das opções acima tem mais de 800 mil.