Ferramenta de tempo gasto é lançada no Facebook


O vício em redes sociais já é uma realidade com impactos importantes na vida das pessoas. Como estamos constantemente conectados, fica difícil saber quanto tempo gastamos mexendo no YouTube ou no Twitter. Mas agora, o Facebook lançou uma ferramenta de tempo gasto que pode ajudar.

Na semana passada, o Instagram lançou a mesma ferramenta no aplicativo. Com um novo painel, os usuários conseguem ver quanto tempo eles gastam mexendo na rede social durante a última semana. Ou uma média diária. 

Leia também: Estudioso afirma que futuro está no design das redes sociais

Mas não é só isso. Além de mostrar as informações, o usuário também consegue estipular um limite de tempo. Assim, ele consegue manter o controle de acesso. Uma forma de fazer isso é desligando as notificações do mesmo.

E agora chegou a vez do Facebook trazer a ferramenta de tempo gasto. Da maneira que funciona no Instagram, agora o usuário consegue também visualizar quanto tempo ele passa mexendo no feed.

E se você está indo correndo até o Facebook para já ver sua frequência na rede social, acalma-se. A função começou a ser testada na última terça (20). Mas já nos próximos dias ela deve estar disponível para todos os usuários. Quando disponível, vá até o menu de ajustes. Lá, acesse Configurações e privacidade e clique em Seu tempo no Facebook.

Ferramenta de tempo gasto no Facebook

E se você acha que anda mexendo muito no Face, pode ficar tranquilo. Como já citado, a semelhança entre a ferramenta de tempo gasto no Instagram e no Facebook são enormes. Inclusive na possibilidade de estipular o limite de tempo. Entretanto, o aplicativo do Facebook não funciona igual as ferramentas nativas nas versões mais recentes do Android e do iOS. 

Nas opções dos sistemas é possível bloquear aplicativos quando esse limite máximo criado é atingido, por exemplo. No caso do sistema do Google, é possível apenas acessar os programas. E depois ir nos ajustes e mudar manualmente o limite de tempo. Essa ação é uma iniciativa do projeto bem-estar digital. Que tem a intenção de propor um uso moderado da tecnologia.

Leia também: Entenda porque executivos de redes sociais não as utilizam

Mesmo com a boa ação, no Facebook, dá para colocar um limite de horas diárias, mas há um porém. O usuário vai receber apenas uma notificação informando que a marca foi atingida. A partir disso, ele deve ter o auto controle para não acessar novamente. Mas se ele quiser, a rede social não será bloqueada.

FONTE