Conheça as métricas fundamentais do YouTube Analytics


Depois de ensinarmos como analisar e melhorar seu perfil do Instagram, agora é a hora do YouTube. Sendo um dos maiores sites atuais, a plataforma concentra diversos produtores de conteúdo. E, você sendo um, pode começar a usar o YouTube Analytics para melhorar o seu canal.

Nisso, não basta apenas publicar o seu vídeo com todos os artefatos necessários para atender as necessidades do site e fazer seu conteúdo ser espalhado. Mas, como no Instagram, é muito importante você fazer uma análise para monitorar seu progresso. Ele que vai dizer quem é o seu público, como eles se comportam e o que eles estão achando dos seus vídeos.

Por isso, selecionamos as mais importantes métricas para você avaliar as informações e criar uma estratégia para manter ou melhorar seu comportamento.

Métricas gerais do Youtube Analytics

Como o próprio termo mostra, nesta parte você obtém os dados gerais do seu canal. Nele você consegue ver a quantidade de cliques que o link do vídeo teve e quantos o assistiram. Mas sem mostrar se assistiram até o fim ou não. A duração média de visualização é vista em outra categoria. Nas métricas gerais também é mostrado o número total de minutos assistidos do seu canal.

Métricas demográficas

De forma mais aprofundada, o YouTube Analytics dá uma visão mais específica sobre seus usuários. Do mesmo modo do Instagram, você observa dados como gênero, idade e localização dos seus usuários.

Nos locais de reprodução você observa se seu vídeo está recebendo backlinks de terceiros. Isso é um dos pontos mais fundamentais para seu conteúdo ser bem rankeado no Google. Com ele, você também vê onde o seu vídeo está sendo assistido. Se só no YouTube ou em outros sites.

Sabendo a origem de tráfego, você passa a ter uma noção de quais keywords estão sendo usadas. E quais o seu público não está procurando.

O mesmo relatório permite analisar como seus vídeos foram encontrados e todas as ações sobre ele, como compartilhamento, duração assistida, entre outros. Assim, você consegue saber se seus vídeos estão sendo buscados no próprio YouTube. Ou se ele foi encontrado no Em Alta ou em outros sites.

Diversos locais de tráfego

  • Publicidade no YouTube – tráfego através de anúncios;
  • Recursos de navegação – tráfego da página inicial ou feed de inscrições;
  • Vídeos sugeridos – tráfego de sugestões próximas ou de links contidos nas descrições;
  • Playlist – tráfego de playlists montadas;
  • Páginas do canal – são tráfegos a partir dos canais de tópicos, criados automaticamente pelo próprio YouTube;
  • Notificações – tráfego a partir de notificações automáticas dos smartphones.

Dentro dos relatórios, há dados em relação ao local de exibição do seu conteúdo, se está sendo feito via mobile, tv, desktops ou videogames. Assim, você consegue otimizar seus vídeos para um determinado aparelho. Até porque um usuário que consome pelo celular pode estar a procura de um conteúdo mais curto.

Enquanto um que utiliza o desktop pode estar mais preparado para vídeos mais longos. Isso pode ser usado também para a criação de listas de reprodução. Assim, um novo vídeo é exibido automaticamente após o anterior for concluído. Serve para aumentar ainda mais o número total de minutos assistidos.

Métricas específicas

A métrica da retenção de público mostra o engajamento do público quanto aos seus vídeos. A taxa é medida pela média de porcentagem de visualização e vai mostrar como seus vídeos precisam ser. Mais curtos ou longos, mais diretos ou detalhados.

Dentro da métrica de engajamento do YouTube Analytics há também a informação da data em que os usuários se inscreveram e de onde vieram. Existe uma grande propriedade para o YouTube quando o assunto é envolvimento dos usuários. Essa ação passa a melhorar a classificação do seu vídeo durante a página de pesquisa. Então, analise com atenção essa área.

Outra coisa que o YouTube Analytics faz é deixar mais fácil para você saber como as pessoas estão reagindo aos seus vídeos através dos likes e dislikes. Então, é sempre importante pedir para curtir seus vídeos. Mas fique atento quanto ao conteúdo do vídeo. Pois likes e dislikes não demonstram a qualidade dos vídeos. Nesse caso, analise junto com a taxa de engajamento.

O mesmo ocorre com os comentários. A vantagem desse setor é que ele apresenta com detalhes as dúvidas, as críticas e os elogios do público. Você pode aproveitar para elaborar novas pautas ou melhorar seu conteúdo.

Outro fator é adicionar anotações em seus vídeos. Isso dá a opção aos usuários clicarem em outros links da sua escolha. O que pode aumentar o número de visitas a posts ou outros vídeos relacionados ao tema. Essa atitude pode ser uma boa estratégia para maximizar o tráfego para seus canais disponíveis.

Maneiras de visualizar seus dados no YouTube Analytics

Gráfico de linha – mostra a mudança que os dados sofrem com o tempo. E podem ser personalizadas como granularidade de data e métricas de comparação.

Gráfico multilinhas – permite comparar desempenho de até 25 itens. Por padrão, os cinco principais são selecionados e exibidos com cores diferentes. E da até para comparar os itens selecionados com o valor total.

Gráfico de pizza – possibilita a visualização de até 25 itens em tamanho ou impacto relativo. Nele não é possível ver a dimensão de data ou comparar os dados selecionados com o total.

Mapa interativo – dá a capacidade de visualizar onde seu vídeo está sendo assistido. Áreas mais escuras representam usuários que assistem por mais tempo em determinado local.

Fontes: 1 e 2