Conheça as principais ferramentas para analisar os TTs do Twitter


Apesar do Twitter estar em uma situação não muito boa como rede social – até pela falta de crescimento de usuários ativos que a empresa passa – ainda é uma plataforma que dita o funcionamento do mundo. Isso devido a um recurso em específico: os trending topics (TTs). 

Muito se fala sobre os assuntos mais citados no mundo e no Brasil, e é importante analisar eles até para criação de conteúdos. Ou só para obter conhecimento de usuários e futuros consumidores. No entanto, é importante ressaltar a dificuldade que há para conseguir um registro histórico dos TTs. Principalmente para uma análise qualitativa

Mas existem ferramentas que podem ajudar na análise. Basicamente, elas possuem ou uma boa base quantitativa e históricas dos TTs – mas sem detalhes qualitativos. Ou possuem uma boa cobertura qualitativa – mas sem registro histórico. Com isso, é importante cruzar as diversas ferramentas para conseguir extrair as melhores análises possíveis. 

Leia também: Conheça 5 dicas para ajudar no planejamento da sua marca no Twitter

Twend.it 

Essa plataforma registra os TTs Mundiais desde maio de 2010. Recentemente, ela começou a registrar por país – incluindo Brasil – e apresenta quais dias que determinado tema entrou nos TTs e o período que permaneceu. Além de também mostrar uma lista dos últimos 15 tweets contendo o tema. 

Com a ferramenta, foi possível observar, por exemplo, que o termo Rebecca Black ficou nos TTs Mundiais durante 13 e 22 de março pelo dia inteiro. No dia 23, por sua vez, ficou durante 70% do tempo e no dia seguinte nem entrou. No dia 25, chegou a ficar um pouco mais da metade do dia e entre 26 e 28, o período foi mais curto. 

Então, o Twend.it consegue dar essa qualidade de visão sobre determinado tema. E são informações importantes para entender o contexto e direcionar as análises de buzz. Entretanto, é importante saber que a ferramenta não segmenta os Promoted Topics. Nisso, não é possível distinguir se o termo entrou nos TTs por espontaneidade ou porque foi promovido. 

Trendistic

Esse é outro que segue uma linha parecida com o anterior. A diferença está na questão do percentual que o termo representou em relação ao volume geral das menções. No caso, o Trendistic não se refere especificamente aos TTs e sim no percentual. Não só isso, como também é possível determinar qual período deseja ver. 

Nesse caso, não é possível ficar “preso” ao período que o termo ganhou destaque. Até porque ele oferece visualização desde as últimas 24 horas ou nos últimos 7, 30, 90 ou 180 dias. 

Leia também: A experiência de se tornar um viral no Twitter

What The Trend

Essa é uma que pertence ao grupo das qualitativas. Ela não possui gráficos de desempenho e foca mais nos assuntos que giram em torno do termo nos TTs. Ela oferece também o registro histórico dos 20 TTs mais duradouros no último mês. Mas, para o registro completo e segmentado por países, é necessário assinar o pacote Pro, que entrega uma visão mais aprofundada. 

A ferramenta não se limita só aos tweets, mas também em posts de blogs e notícias, o que amplia o espectro de compreensão. Ela se baseia na colaboração dos usuários para definir os termos evidentes, chegando a oferecer recompensas para os que mais contribuírem corretamente nas definições. 

Know Your Meme 

Este é um site que registra os principais memes do momento. Geralmente, os mesmos entram nos TTs, então, ele funciona como uma enciclopédia para saber mais detalhes, como origem e curiosidades. Informações essas que podem ser usadas para análises. 

Inclusive, o YouTube acabou lançando um recurso parecido, chamado YouTube Trends Dashboard. Nele, há uma lista dos vídeos que estão sendo mais compartilhados ou vistos no momento. É possível filtrar por país, gênero e idade. Além de permitir diversas comparações dentro desses segmentos. 

Leia também: Youtubers precisam ter conta no Twitter?

FONTE